A aspiração islâmica de conquistar Roma é antiga

Ruínas do Fórum Romano com uma Igreja ao fundo.

Em artigos escritos por clérigos islâmicos, os clérigos anunciam a iminente conquista de Roma pelo Islã, de acordo com a profecia de Maomé. A questão também é discutida nos sermões de sexta-feira. O xeque Yousef Al-Qaradhawi, um dos clérigos mais influentes do islamismo sunita, costuma fazer essa afirmação em suas decisões religiosas e em seus programas de televisão. As seguintes observações são feitas por Al-Qaradhawi e outros clérigos muçulmanos:

Al-Qaradhawi: “O Islã retornará à Europa como conquistador”

Em uma fátua postada no site http://www.islamonline.net, [1] em resposta à pergunta de um leitor, o xeque Al-Qaradhawi escreveu sobre os “sinais da vitória do Islã”, citando um conhecido hádice: “… O Profeta Muhammad foi perguntado: ‘Que cidade será conquistada primeiro, Constantinopla ou Romiyya?’ Ele respondeu: “A cidade de Hirqil [ou seja, o imperador bizantino Heráclio] será conquistada primeiro” – isto é, Constantinopla … Romiyya é a cidade chamada hoje “Roma”, a capital da Itália. A cidade de Hirqil [isto é, Constantinopla ] foi conquistada pelo jovem sultão otomano de 23 anos, Muhammad bin Morad, conhecido na história como Maomé, o Conquistador, em 1453. A outra cidade, Romiyya, permanece, e esperamos e acreditamos [que ela também será conquistada]”.

“Isso significa que o Islã retornará à Europa como conquistador e vitorioso, depois de ser expulso dele duas vezes – uma vez do sul, da Andaluzia e uma segunda vez do leste, quando bateu várias vezes na porta de Atenas.”

O xeque Al-Qaradhawi qualificou sua declaração: “Eu afirmo que a conquista desta vez não será pela espada, mas pela pregação e ideologia …” [2]

Al-Qaradhawi fez declarações semelhantes em outras ocasiões, em seu programa religioso semanal na Al-Jazeera. Ele declarou: “Isso significa que os amigos do Profeta ouviram que duas cidades seriam conquistadas pelo islamismo, Romiyya e Constantinopla, e o Profeta disse que ‘Hirqil [ou seja, Constantinopla] seria conquistada primeiro“. Romiyya é Roma, a capital da Itália, e Constantinopla era a capital do estado da Roma bizantina, que hoje é Istambul. Ele disse que Hirqil, que é Constantinopla, seria conquistado primeiro e foi isso que aconteceu … “

“Tudo bem, Constantinopla foi conquistada, e a segunda parte da profecia permanece, isto é, a conquista da Romiyya. Isso significa que o Islã retornará à Europa. O Islã entrou na Europa duas vezes mas a deixou … Talvez a próxima conquista, Alá assim a deseja, será por meio de pregação e ideologia. A conquista não precisa necessariamente ser pela espada … [A conquista de Meca] não foi pela espada ou pela guerra, mas por um tratado [Hudabiyya], e pela paz … Talvez nós vamos conquistar essas terras sem exércitos. Queremos um exército de pregadores e professores que apresentem o Islã em todas as línguas e em todos os dialetos … “[3]

Outra vez, o xeque Al-Qaradhawi disse: “O Hádice diz que a cidade de Constantinopla, a cidade de Heracles, será conquistada primeiro. Conquistamos Constantinopla e a segunda parte da profecia permanece – a conquista de Romiyya. A conquista de Romiyya significa que o Islã retornará à Europa. Em um dos meus programas anteriores, eu disse que acho que essa conquista não seria pela espada ou exércitos, mas pela pregação e ideologia. A Europa verá que sofre com a cultura materialista, e buscará uma alternativa, ela buscará uma saída, buscará um bote salva-vidas, não encontrará salva-vidas, mas a mensagem do islamismo, a mensagem do almuédão, que lhe dá religião, mas não a nega neste mundo, leva-a ao Céu, mas não a arranca da Terra. Se Alá quiser, o Islã retornará à Europa e os europeus se converterão ao Islã. Então eles mesmos serão capazes de disseminar o Islã no mundo, mais do que nós, os antigos muçulmanos. Isso está dentro das capacidades de Alá.” [4]

Xeque Saudita: “Vamos controlar a terra do Vaticano”

O xeque saudita Muhammad bin Abd Al-Rahman Al-‘Arifi, imã da mesquita da Academia de Defesa do Rei Fahd, [5] discutiu esse hádice em um artigo postado no site da Kalemat. Sob a manchete “Não fique triste, Alá está conosco”, dizia o artigo: “… Vamos controlar a terra do Vaticano; vamos controlar Roma e introduzir o Islã nela. Sim, os cristãos, que esculpiram cruzes nos seios dos muçulmanos em Kosovo – e antes disso na Bósnia, e antes disso em muitos lugares do mundo – ainda nos pagarão o Jiziya [imposto pago por não-muçulmanos sob o domínio muçulmano], em humilhação, ou eles converterão para o Islã … “[6]

Em um sermão na Mesquita Al-Nour, em Khobar, o xeque Naser Muhammad Al-Naser citou o sábio Al-Albani, que disse: “A primeira conquista foi realizada, como é conhecido, por Maomé, o conquistador otomano, 800 anos depois da Profeta falar sobre isso, e a segunda conquista [de Roma] será realizada, Alá quer, e é inevitável … “[7]

Em outro sermão, o xeque Al-Naser disse: “Este hádice prevê que as duas cidades serão conquistadas. A primeira já foi conquistada, permaneceu sob o controle dos muçulmanos por um tempo e depois foi novamente roubada [por Ataturk]. São sinais de que ela será novamente conquistada e retornará às mãos do Estado islâmico. Roma também será conquistada … ” [8]

Vice-Ministro da Autoridade Palestina: Quando o Islã alcançar seu objetivo final , o sol e as estrelas se extinguirão:

Em um sermão na Mesquita Al-Aqsa , o vice-ministro da Autoridade Palestina de Awqaf, Sheikh Yousef Juma’a Salameh disse: “Romiyya é Roma, a capital da Itália e Constantinopla é hoje Istambul, conhecida na história islâmica pelo nome de Islam-Boul… A grande conquista [de Constantinopla] foi realizada dois séculos depois que os tártaros entraram em Bagdá e depois da queda do Califado. As pessoas achavam que o Islã havia atingido seu ponto mais baixo… mas esqueceram que o islã não havia chegado ao seu objetivo final neste mundo porque no dia em que chegar ao fim, não haverá mundo: o sol se extinguirá, as estrelas se extinguirão… “[9]

Sheik sudanês: “Roma será conquistada”

Em um sermão em uma mesquita em Cartum, Sudão, o xeque Muhammad Abd Al-Karim disse: “… O Profeta disse que os muçulmanos tomariam a Índia, dizendo: “Alá salvou dois grupos da minha nação do fogo do Inferno: um grupo que atacaria a Índia e um segundo grupo que seria com Jesus, o filho de Maria [na batalha do Dia do Julgamento]“. O Profeta Maomé nos contou sobre a conquista de Constantinopla, a capital do estado bizantino, e da conquista de Roma, onde o Vaticano está situado…Parte do que o profeta disse já aconteceu. Os muçulmanos conquistaram a Pérsia, os muçulmanos conquistaram Bizâncio … os muçulmanos atacaram a Índia e Alá conquistou-a para nós, até chegarem às fronteiras da China. Os muçulmanos conquistaram Constantinopla, onde o cristianismo oriental estava situado, e no futuro, um poderoso rei surgirá para os muçulmanos; através dele, o Islã se espalhará e Roma será conquistada … “[10]

[1] Dezembro 2, 2002.

[2] http://www.islamonline.net/fatwa/arabic/FatwaDisplay.asp?hFatwaID=2042

[3] Al-Jazeera Television (Qatar), Janeiro 24, 1999. http://www.aljazeera.net/programs/shareea/articles/2001/7/7-6-2.htm.

[4] Al-Jazeera Television (Qatar), Novembro 30, 2000. http://www.aljazeera.net/programs/shareea/articles/2000/11/11-30-3.htm

[5] According to http://www.ghran.com/mandobiah/tazkiat7.htm

[6] http://www.kalemat.org/sections.php?so=va&aid=93

[7] http://www.alminbar.net/alkhutab/khutbaa.asp?mediaURL=2772 ; Sheikh Al-Nasser said the same in a sermon in April 1992: http://www.alminbar.net/alkhutab/khutbaa.asp?mediaURL=2818

[8] http://www.alminbar.net/alkhutab/khutbaa.asp?mediaURL=2431

[9] http://www.alminbar.net/alkhutab/khutbaa.asp?mediaURL=6345

[10] http://www.alminbar.net.alkhutab/khutbaa.asp?mediaURL=3116

Este texto foi traduzido e levemente adaptado (para uma melhor compreensão de certos termos) de ‘Leading Sunni Sheikh Yousef Al-Qaradhawi and Other Sheikhs Herald the Coming Conquest of Rome‘. Acesso em 21 de Dezembro de 2018.

Anúncios